Blog sobre a Canábis | Experiência natural
Inicio » Cultivo de canábis » Poda da Canábis: Tipos de Poda e Como Fazer


09.06.21

Poda da Canábis: Tipos de Poda e Como Fazer

No artigo de hoje vamos explicar-vos a importância do processo de poda da canábis, os tipos de procedimentos de poda que existem e porque é tão importante. Muitos de vós, leitores, perguntam quais são os tipos de poda de marijuana que existem e em que consiste cada uma delas. Assim, hoje trazemos-te este artigo para matar a tua sede de informação. Esperamos que goste 😉

Como cuidar e fazer podas

Podar a Canábis, porque é tão Importante?

A poda da canábis é um processo que pode trazer muitas vantagens ao cultivo da marijuana. Quando procedemos à poda, o que fazemos é compensar o nível de energia que a planta atribui a cada um dos seus recursos. Por um lado, há as folhas, essenciais para a ingestão de nutrientes e luz, e por outro lado, os seus frutos, as cabeças.

Os frutos da planta requerem muito esforço para crescer até ao ponto que desejamos. Muitas vezes, quando podamos a canábis, o que fazemos é remover folhas da planta, para que esta não tenha de gastar energia nesta parte e possa concentrar todos os seus esforços na criação de uma enorme cabeça central.

O Que é que se Consegue ao Podar a Canábis?

Conseguimos estes resultados por “enganar” a planta. Ela identifica que a parte mais alta da planta é a ponta central. Ao podar a marijuana, indicamos que esta parte central tem de ser ajudada a crescer mais, a planta apercebe-se disso e como resultado obtemos uma cabeça central maior.

Ao podar a canábis também permitimos que a luz penetre noutras áreas da planta às quais não estava a chegar. Com isto, podemos encorajar o crescimento de partes da planta da canábis que se encontravam numa área escura.

Portanto, a importância da poda da canábis reside precisamente no facto de podermos dirigir a energia da planta para um objectivo específico. Neste caso, para obter maiores rendimentos nas cabeças, com mais resina e melhores propriedades organolépticas.

Em que Consiste Podar a Canábis?

Como já deves ter adivinhado, a poda da canábis consiste em remover as folhas para que a planta possa transferir a sua energia para a criação de cabeças maiores. Além disso, também serve para limpar certas partes da planta, que estavam à sombra, e assim permitir que a luz penetre adequadamente para que possa crescer de uma forma optimizada.

Poda da Canábis

Para podar a canábis de forma segura, é melhor usar tesouras como a Easybud, as quais te permitem cortar os ramos de princípio a fim. Esta tesoura permite fazê-lo de forma rápida e simples devido à sua ponta muito afiada e oferecer uma ampla margem paraa ser introduzida entre as plantas.

Neste artigo podes ler uma das possíveis sugestões sobre o que fazer com as folhas que sobram.

Podar a Marijuana: Tipos de poda

Quando falamos de tipos de poda de canábis, quase todos se lembram destes tipos fundamentais: poda apical, FIM, lollypopping ou LST, entre outros. Embora estes últimos 2 estejam geralmente enquadrados nas acções intencionadas para causar stress à marijuana e assim ganhar produção. A verdade é que a poda é essencialmente um tipo de acção que altera (provoca stress) algum padrão natural de crescimento da marijuana com o objectivo de aumentar a produção.

Abaixo encontrarás uma explicação sobre em que consistem estas e outras formas de poda da marijuana. Cada uma está concebida para atingir diferentes objectivos e para ser utilizado em diferentes tipos de plantas:

1. Poda Apical Topping

A poda da marijuana na zona apical pode parecer extrema, pelo menos incialmente, mas não tenhas medo de a fazer. Para podar apicalmente a marijuana terás de cortar a ponta central da cabeça. Desta forma, obtém-se uma bifurcação no centro do tronco da planta em forma de “Y”.

Isto ajuda a planta a parar de crescer verticalmente, pelo que envia mais energia para os ramos laterais e promove o crescimento. É uma técnica perfeita, se o que queremos é obter plantas ramificadas, com pouca altura. Recomenda-se a poda apical da canábis em situações em que não se quer que as plantas cheguem ao tecto.

Esta técnica de poda apical da marijuana é a que se utilizar, geralmente, para fazer um Scrog, onde ter mais ramos verticais ajuda a fazer desta técnica uma técnica mais efetiva. É ideal para podar a canábis se plantarmos plantas com floração longa e, ao ar livre, também será útil para controlar a altura das plantas.

Poda Topping

Como e Quando fazer uma Poda Apical?

  1. Reconhecer a área onde a canábis precisa de ser podada. É normal podá-la quando a planta ainda é pequena. Fá-lo-emos a partir do terceiro nó de folhas. Terás de cortar a haste central, deixando 3 pares de ramos no tronco. É importante fazer isto na fase de crescimento vegetativo, onde a planta tem tempo para reforçar a sua estrutura.
  2. Se houver um espaço onde se tenha cortado o ramo, é melhor tapá-lo para que não possa entrar nenhuma partícula e assim danificar a planta durante a poda. Um pouco de cera de vela é uma excelente solução.
  3. Terás de esperar que o resto das cabeças cresça e se possam identificar como um ramo central. Desta forma, após a poda da marijuana, a própria planta distribuirá a produção que ia dar numa única ponta em 2 pontas diferentes.
  4. Podemos repetir este processo de poda apical da canábis para ter o maior número de ramos que a planta identifique como centrais, com maior proliferação de brotes. No interior, no máximo, podemos utilizar esta técnica de poda apical, no máximo, 2 vezes, enquanto no exterior podemos fazê-lo até 7 vezes.

2. Poda FIM (Fimming)

Esta técnica de poda da canábis é semelhante à poda apical. Isto porque em ambas as técnicas é necessário cortar a cabeça superior. No entanto, existem diferenças, porque em vez de removermos todo o rebento, cortaremos 80% do mesmo. Desta forma, deixamos uma parte do rebento e não assim não deixa nenhum buraco que tenhamos que tapar, como acontece na poda apical da canábis.

O objectivo deste procedimento de poda é obter entre 4 e 6 novos rebentos principais na ponta. Esta é a maneira mais fácil de aumentar a produção de marijuana com uma simples incisão. É importante salientar a necessidade de não cortar o rebento inteiro, caso contrário, estaremos a fazer uma poda apical.

O procedimento de poda da canábis FIM é muito útil para aumentar a produção de clones nas plantas-mãe. Assim, quando plantamos um clone para obter uma nova planta-mãe, podemos fazer a poda FIM e obter o maior número possível de cabeças desde o início do cultivo.

Poda FIM

Como Fazer a Poda Apical?

  1. O primeiro passo na poda apical da canábis é encontrar o terceiro nó da planta. A seguir, terás que fazer um corte, de modo a remover 80% da cabeça central, deixando 20% do rebento.
  2. O próximo passo na poda da marijuana é esperar que a planta recupere. Se a planta for de crescimento longo, é possível fazer esta técnica até 3 vezes. É perfeito para cultivos ao ar livre que desejamos manter discretos.
  3. Se ao podar a canábis se notar que a concentração de cabeças começa a aparecer nas áreas laterais da planta, podes remover folhas ou ramos para concentrar a produção na cabeça central.

3. Podar os Ramos Baixos da Canábis (Lollipopping)

Acabámos de ver as técnicas de poda da canábis na sua zona superior. Mas existem técnicas de poda que procuram precisamente o contrário, cortar os ramos inferiores para concentrar a produção na ponta, uma técnica conhecida como lollipopping.

Assim, existem variedades de canábis, como a Critical, que crescem em forma de cipreste. Nestas estirpes não devemos cortar a cabeça central, mas tentar concentrar a produção nesta zona da planta de canábis. Para tal, devemos podar os ramos laterais da canábis, com o objectivo de que a luz penetre corretamente, resultando numa planta com aspecto de chupa-chupa.

Como as cabeças que saem no fundo da planta são geralmente de pior qualidade, pois a luz não incide com tanta força, o que asseguramos quando utilizamos a técnica Lollipoping é uma melhor produção de cabeças. À medida que a luz se distribui de forma uniforme, o resultado da produção é também homogéneo. Assim ajuda o cultivador a livrar-se dessas diminutas cabeças nas zonas mais baixas da planta.

Poda Lollipopping

Como Fazer o Lollipopping?

  1. Em primeiro lugar, vamos examinar as áreas da planta que não estão bem iluminadas e que podemos prever que darão cabeças menos densas. É uma tarefa que se deverá realizar antes da planta entrar em floração.
  2. Procedemos, então, à poda da marijuana removendo estas partes, tendo o cuidado de não danificar as áreas da planta que queremos deixar intactas. Nunca se deverá podar mais do que 50% da planta.

4. Podar a Canábis com LST

O LST (Low Stress Training) é uma forma de podar a canábis com o objetivo de orientar o crescimento da planta através de guias. Mais uma vez, o objectivo é ofecer luz nas áreas da planta que desejamos optimizar. Desta vez, dobrando os ramos da planta usando um fio de cordel. A parte onde terás de podar a canábis será para controlar o seu tamanho.

O objectivo desta técnica de poda da marijuana é aumentar o crescimento de ramos secundários e aumentar a exposição global da planta à luz. Isto resulta em cabeças grandes e uniformes espalhadas pelas partes inferiores da planta, em vez de criar uma flor com forma de cauda no centro da planta. Este é o método perfeito de poda da canábis para aproveitar ao máximo a luz que atinge a planta.

O LST é uma boa maneira de esconder uma planta de canábis que, de outra forma, poderia ser visível num cultivo ao ar livre, por exemplo. Desta forma, a planta da marijuana adquire um aspecto divertido, muito mais horizontal e apresenta grandes caules, com muitas flores cheias de cabeças homogéneas. Quando aparecem folhas ou ramos que podem obstruir a luz, teremos de podar a marijuana nestas partes.

Poda Low Stress Training

Como e Quando se pode Utilizar o LST?

  1. Para podar a canábis com a técnica LST, começar por dobrar o caule principal para quebrar o domínio apical e que este se torne maleável na direção para a qual queremos orientar a planta. Isto deve ser feito quando a planta está em fase vegetativa, uma vez que será mais fácil.
  2. Para que a planta cresça horizontalmente terás de a atar com fio à borda do vaso e assim estabelecer a forma da base a partir da qual a planta irá crescer.
  3. Terás que te certificar que os novos ramos que crescem verticalmente são homogéneos e estão à mesma altura.
  4. Em geral, é uma técnica que requer bastante trabalho, dado que será necessário orientar o crescimento da planta para que a luz a atinja da forma mais homogénea possível.
  5. Aproveita os resultados abundantes e requintados.

5. Podar a Canábis a Pizzicato

Esta técnica de poda da canábis consiste em esmagar com os dedos as cabeças centrais de cada ramo da planta. Com este tipo de técnica, favorecemos o desenvolvimento dos ramos laterais da planta e reduz o crescimento vertical da planta. Isto dá à planta uma forma semelhante à de um arbusto.

Quando podares a canábis desta forma, a planta precisará de alguns dias para cicatrizar e formar um nódulo onde se beliscou o rebento e depois continuará com o crescimento normal. É uma boa maneira de obter uma planta com altura homogénea e aumentar a quantidade e a qualidade da produção final.

Esta técnica requer experiência e quanto mais a utilizares, mais eficaz serás com ela. Depois de a utilizares algumas vezes, vais poder fazer mais rápido a técnica de podar a canábis com beliscões, também denominada técnica pizzicato, devido à sua semelhança com a técnica musical.

Poda Beliscar

Como Beliscar a Canábis?

  1. Para utilizar este método de beliscar a canábis, teremos de localizar as cabeças centrais de cada ramo e beliscá-los sem os partir, de modo a manter intactos as cabeças laterais.
  2. Para tal, devemos pressionar com o polegar e o indicador delicadamente até ouvirmos cabeça a estalar ligeiramente.
  3. Durante o crescimento devemos repetir este processo de poda da canábis no caule do nódulo superior da planta.

6. Podar a Canábis: Super Cropping

Esta técnica de poda da canábis Supercropping não implica o corte, mas neste caso teremos de redireccionar o crescimento das plantas à base de dobrá-las até ouvir um estalido e assim encorajar o crescimento vertical dos ramos mais próximos ao caule central.

Assim, a poda apical não é a única forma de podar a canábis, favorecendo a ramificação da planta. Esta técnica não utiliza o corte, mas é categorizada como uma forma de poda da marijuana, manipulando a sua estrutura para obter melhores rendimentos.

Esta técnica de poda da canábis envolve a quebra das fibras vegetais a fim de corrigir o crescimento da planta utilizando abraçadeiras. Deve-se ter cuidado ao aplicar pressão para dobrar o caule, porque se o fizermos em excesso, podemos quebrá-lo completamente.

Poda Super Cropping

Como Fazer um SuperCropping?

  1. Em primeiro lugar, para utilizar este tipo de poda da canábis, terás de escolher os ramos que desejas dobrar.
  2. Segurar o ramo com o dedo indicador e o polegar e começar a dobrar ligeiramente o ramo para quebrar as fibras da superfície.
  3. Dobrar o ramo para a posição desejada e prendê-lo com uma abraçadeira à superfície ou ao vaso.
  4. Se achares que o ramo ficou demasiado solto, podes sempre reforçá-lo com um pouco de fita adesiva.

7. Podar a Canábis com método RIB

Deixamos esta forma de podar a canábis pra o fim porque não é uma técnica de poda propriamente dita. Em vez disso, temos de queimar a planta da cábanisá com luzes. Sim, leste bem, esta forma de poda da canábis consiste em queimar os pistilos das cabeças no topo da planta gerando uma espécie de cancro para a planta.

Estas paredes celulares permanecem queimadas causando a multiplicação das suas células. Como resultado, são criados novas cabeças que irão produzir flores sem folhas. Isto conduzirá a um aumento da quantidade e qualidade da colheita.

Recomendamos a poda da canábis utilizando o método RIB (Ready, I burn) em híbridos Sativa/Indica com floração longa, uma vez que este tipo de poda é feita em plantas com floração.

Poda RIB

Como Podar a Canábis RIB?

  1. Teremos de esperar até que a planta esteja na fase de floração há pelo menos 20 dias, idealmente deverá realizar-se até aos 60 dias de floração.
  2. Com um isqueiro, proceder à queima dos pistilos superiores da planta. Tens que ter sempre o cuidado de não exagerar.
  3. Teremos de esperar que a planta active as hormonas que irão reagir repovoando massivamente estas áreas afectadas, dando origem a uma produção maciça.

Conclusão sobre a Poda da Canábis

Não importa o método que utilizes para podar a canábis, deves fazê-lo sempre com cuidado e respeito pela planta, caso contrário todo o trabalho terá sido em vão. E o mais importante, terás arruinado toda a produção. Ao podar a canábis faz-o com cuidado, demora o teu tempo para encontrar os lugares na planta onde é melhor podar.

É um processo que se aperfeiçoa com a experiência. Não te vais tornar um mestre da poda da marijuana no primeiro dia. Mas pouco a pouco, verás os bons resultados e as tuas plantas vão crescer mais saudáveis e com rendimentos mais elevados.

Isto foi tudo em relação ao nosso resumo sobre as diferentes formas de podar a planta da canábis. Esperamos que as informações aquõi disponíveis sejam úteis. Podes encontrar no nosso blog artigos sobre Consumo Responsável da Planta de Canábis e Além da Canábis: Outras Plantas que Produzem Canabinóides.

Imagens retiradas da Leafly

Clique para avaliar este post!
(Votações: 4 Promedio: 4.5)
Avatar for Igor Vieira

Autor: Igor Vieira

Licenciado en Biología Molecular, gestor de contenidos y responsable de tienda en Experiencia Natural. Viviendo la vida, hablando de Cannabis Sativa, padre. Número de colegiado es 20787-X.

Palavras relacionadas:
Podar a Canábis: Tipos de Poda, Como Fazer e outros Cuidados
Podar a Canábis: Tipos de Poda, Como Fazer e outros Cuidados Conhece, neste artigo, as principais técnicas para a poda da canábis e, assim, poder controlar melhor esta planta e obter resultados excelentes.
https://www.semillas-de-marihuana.com
Sementes de canábis

Artigos relacionados

Comentários

2 comentários para "Poda da Canábis: Tipos de Poda e Como Fazer"

Deixa o teu comentário