Blog sobre a Canábis | Experiência natural
Inicio » Ciencia e Canábis » Descobre todos os Terpenos da Canábis


18.10.21

Descobre todos os Terpenos da Canábis

Terpenos, terps… Seja qual for o nome que lhes queiras dar, estes compostos são responsáveis por dar aroma a muitas variedades de plantas. No artigo de hoje vamos falar sobre terpenos e as diferentes variedades que existem na planta da canábis. Existe uma grande variedade de terpenos e conhecer os aromas e propriedades potenciais que cada um deles pode ser muito útil para decifrar um pouco mais os enigmas das plantas.

O Que São os Terpenos?

Os terpenos são compostos presentes em muitas espécies vegetais que podem determinar o aroma e o sabor de muitas variedades de plantas e ervas aromáticas. Exemplos de plantas susceptíveis de conter terpenos incluem alecrim, alfazema, canábis sativa, coníferas, etc. No entanto, é também possível encontrar estes compostos em animais.

Os terpenos desempenham um papel fundamental no reino vegetal. Desta forma, funcionam como catalisadores de certas reacções no ambiente. Assim, o cheiro dos terpenos pode atrair insectos polinizadores, mas também pode ter exactamente o efeito oposto, afastando pragas de insectos que sentem a necessidade de fugirem devido ao cheiro de um certo terpeno.

Terpenos de canabis

Ou seja, os terpenos têm a função primária de proteger a planta, quer ao atrair os organismos benéficos e vitais para assegurar a descendência, quer para evitar que as pragas se instalem no cultivo. Os terpenos podem também proteger o sistema imunitário da planta, protegendo de elementos exógenos nocivos.

Desde a sua descoberta, os terpenos têm ajudado a explicar o fenómeno do aroma e sabor nas plantas (propriedades organolépticas), por isso não é surpreendente que os terpenos estejam no centro das atenções dos fabricantes de cosméticos, farmacêuticos, fornecedores de produtos de aromaterapia, indústria alimentar, etc.

Alguns utilizadores usam indiscriminadamente os termos terpeno e terpenóide, quando na realidade não são exactamente a mesma coisa. Assim, diz-se que os terpenos são a forma natural de encontrar estes compostos na planta viva, enquanto os terpenóides são o resultado obtido quando os compostos sofrem determinados tratamentos, como quando são secos e madurados.

Tal como com acontece os canabinóides, os terpenos podem provocar certos efeitos nos organismos vivos. Podem interagir com o sistema endocanabinóide dos organismos vivos e desencadear determinadas reacções. A ciência está, atualmente, a concentrar-se no estudo destes efeitos.

Variedades de terpenos

Algumas das variedades mais comuns de terpenos da marijuana, as que podem ser encontradas na maioria das variedades de canábis, serão mencionadas e descritas abaixo. Cada uma delas tem um aroma específico e propriedades particulares e pode ser encontrada em diferentes espécies de plantas. A maioria dos terpenos que serão mencionados podem também estar presentes em certas famílias e cepas de canábis, pelo que também descrevermos determinadas variedades concretas em cada variedade de terpeno.

Limoneno

O limoneno é um terpeno que se pode encontrar na casca de citrinos como limões, toranjas e laranjas. Na realidade, este terpeno constitui aproximadamente 90% dos óleos essenciais da casca destes citrinos. O limoneno é um dos terpenos mais comuns e pode ser encontrado em mais espécies vegetais com as propriedades organolépticas dos citrinos.

O limoneno demonstrou ter propriedades imunomoduladoras significativas, incluindo efeitos anti-tumorais, e pode aliviar a asma e as alergias. Assim, existe um estudo científico que demonstra os efeitos anti-inflamatórios do limoneno em grupos de ratos com colite ulcerosa.

As variedades de sementes de canábis como a Lemon Skunk e a Lima Haze podem ter o terpeno limoneno presente em grandes quantidades.

Pineno

O pineno é outro dos terpenos mais comuns na natureza. Neste caso, este terpeno pode ser encontrado naturalmente numa grande variedade de espécies de plantas. Em primeiro lugar, este terpeno pode ser encontrado em espécies coníferas como o pinheiro, no qual podem ser encontradas altas concentrações de pineno nas agulhas destas árvores. Por outro lado, o pineno também pode ser encontrado em ervas aromáticas, tais como alecrim, endro, salsa ou manjericão, bem como em certos tipos de fruta, tais como laranjas.

Pineno terpeno

A ciência também estudou os possíveis efeitos que o pineno pode ter nos organismos vivos. Há uma investigação que oferece alguns detalhes sobre as propriedades do pineno, tanto na sua forma terpenóide como terpeno. Assim, verificou-se que o pineno pode ter propriedades anti-inflamatórias, broncodilatadoras ao ajudar a abrir as vias respiratórias, propriedades anticonvulsivantes, e pode mesmo ser útil para o alívio da dor em certos casos.

O pineno pode ser encontrado na canábis, especificamente em estirpes tais como a Bubba Kush e a Jack’s Dream.

Linalool

O Linalool é um terpeno que pode produzir aromas florais, que fazm lembrar o da lavanda, e pode ser encontrado numa vasta gama de variedades de plantas, desde ervas aromáticas, a flores, citrinos, árvores… Mais especificamente, o linalol pode ser encontrado em bétula, lavanda, tipuana, louro e coentros, bem como em certas variedades de canábis com propriedades organolépticas próximas à lavanda, tais como a família de sementes Lavender.

Estudos universitários relatam que o linalool pode ter propriedades sobre os seres vivos. Mais uma vez, foram estudados ratos nesta investigação, na qual se sugere que o linalol pode ter efeitos ansiolíticos e que, em concentrações elevadas, pode proporcionar um alívio fiável do stress. Outro estudo, também realizado em ratos, descobriu os potenciais efeitos sedativos do linalol, uma vez que os objetos do estudo ficaram totalmente relaxados após a vaporização de uma alta concentração de linalol.

Variedades de canábis como a Amnesia Haze e a Kosher Kush podem conter o terpeno linalol.

Mirceno

O mirceno é um dos terpenos mais utilizados na indústria, não estamos a falar do mirceno na sua forma isolada, mas o mirceno na sua forma natural. Assim, o mirceno é normalmente encontrado no lúpulo e é responsável pela fragrância picante e amarga da cerveja. Assim, é um dos terpenos que estamos mais habituados a perceber a partir da sua utilização na indústria cervejeira, embora o mirceno também sirva outras indústrias, tais como a perfumaria. Além do lúpulo, o mirceno também pode ser encontrado no tomilho, salsa, erva-príncipe e certas famílias de Cannabis Sativa.

Tal e como aconteceu os outros terpenos, também o mirceno foi estudado e descobriram nele certos efeitos. O mirceno tem um potente efeito antibiótico, antimutagénico, analgésico, anti-inflamatório e sedativo. Um facto curioso sobre o mirceno é que, trabalhando em sinergia com o canabinol tetrahidrocanabinol (THC) psicoactivo da Cannabis Sativa, o mirceno pode ser ideal para pacientes que sofrem de distúrbios do sono como as insónias e actuar como um poderoso relaxante muscular.

Tradicionalmente, o mirceno pode ser encontrado em variedades de sementes de canábis tais como a OG Kush e White Widow.

Cariofileno

O cariofileno é capaz de produzir as propriedades organolépticas mais doces e picantes dentro do espectro aromático dos terpenos, que relembra particularmente o aroma a canela. O cariofileno está presente numa grande variedade de ervas e especiarias, especialmente aquelas que são altamente aromáticas. Exemplos são a pimenta preta, os orégãos e o manjericão, responsáveis por estes pronunciados aromas picantes. Tal como com outros terpenos, o cariofileno também pode ser encontrado em variedades vegetais como a Cannabis Sativa, principalmente aquelas famílias com aromas picantes e intensos, a especiarias.

Tal como acontece com outros terpenos, o cariofileno pode produzir certos efeitos sobre os quais a ciência já se pronunciou. Uma das características únicas do cariofileno é a sua capacidade única de interagir com o sistema endocanabinoide em organismos vivos. Este tem receptores CB distribuídos por todo o corpo, sendo os principais CB1 (relacionados com o cérebro, efeitos psicoactivos e sistema nervoso central) e CB2 (relacionados com os órgãos).

terpeno oregao carofileno

A estrutura molecular única do cariofileno permite que se ligue facilmente aos receptores CB2, localizados principalmente no nosso sistema endocanabinóide periférico. Isto significa que não causa nenhuma das sensações psicoactivas da canábis, ao mesmo tempo que proporciona muitos dos benefícios associados à activação desses receptores, tais como a redução da inflamação.

O terpeno cariofileno pode ser encontrado em estirpes de canábis, tais como Northern Lights e Sweet Thai.

Humuleno

O humuleno é um dos terpenos mais herbáceos encontrados na natureza. Este terpeno é responsável por dar propriedades organolépticas únicas às plantas aromáticas, tais como aromas a terra, a madeira, a especiarias mas principalmente a erva. É possível encontrar este terpeno em especiarias como a pimenta preta e cereais como o lúpulo. Também pode ser encontrado em raízes como o ginseng e é um parente próximo do cariofileno.

O humuleno é um dos terpenos mais facilmente assimilados pelo corpo humano. Estudos relataram as potenciais propriedades anti-inflamatórias que o humuleno pode ter nos organismos vivos. Outras fontes referem que o humuleno pode ter efeitos supressores do apetite, bem como efeitos anti-histamínicos e antibacterianos. O humuleno é um pesticida natural, pelo que é um dos terpenos que pode ajudar as plantas a combater as pragas de insectos e fungos.

O humuleno pode ser encontrado em muitas variedades de sementes de canábis, tais como a Peyote Critical e a Hash Plant Regular.

Outros terpenos

Para além destes terpenos ou terps mais frequentemente encontrados em espécies vegetais, existem outros terpenos que são menos comuns, mas que também têm as suas próprias particularidades e podem dar origem a aromas especiais e complexos. Ainda não foram amplamente estudados pela ciência, pelo que temos a necessidade de esperar por mais investigações para revelar as possíveis propriedades que este grupo de terpenos possa ter.

Geraniol

Terpineol

Nerolidol

Borneol

Eucaliptol

Canfeno

Bisabolol

Guaiol

Em conclusão, os terpenos são responsáveis pelas propriedades organolépticas das espécies vegetais. Para além disso, a ciência virou-se para eles devido aos possíveis efeitos benéficos que podem ter nos seres vivos. Ainda há muita investigação que terá de ser feita nesta área, mas os estudos científicos que estão a ser publicados apresentam uma perspectiva promissora para a utilização de terpenos no campo terapêutico.
Para mais leituras interessantes podes consultar Alimentos com Canábis, como Consumir de Forma Segura? e A Melhor Água para a Canábis: Como obtê-la?

Clique para avaliar este post!
(Votações: 1 Promedio: 5)
Avatar for Igor Vieira

Autor: Igor Vieira

Licenciado en Biología Molecular, gestor de contenidos y responsable de tienda en Experiencia Natural. Viviendo la vida, hablando de Cannabis Sativa, padre. Número de colegiado es 20787-X.

Palavras relacionadas:
Descobre todos os Terpenos da Canábis
Descobre todos os Terpenos da Canábis Conhece, neste artigo, as principais propriedades dos terpenos presentes na canábis e como estes influenciam o aroma e sabor de cada uma das genéticas.
https://www.semillas-de-marihuana.com
Sementes de canábis

Artigos relacionados

Comentários

4 comentários para "Descobre todos os Terpenos da Canábis"

Deixa o teu comentário